Quaresma, um tempo de arrependimento e conversão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

“Voltai a mim de todo o vosso, coração, com jejuns, lágrimas e gemidos de luto.” (Joel 2, 12)

Viver o período da Quaresma, não deve ser de qualquer jeito, pois é um tempo de preparação para a Páscoa. É um tempo de passar da morte para a vida. Nós precisamos fazer a experiência da ressurreição: morrer com Cristo para ressuscitar com Cristo. O tempo quaresmal é um tempo de voltar para Deus, avaliar nossa vida e nos interrogarmos: onde me transviei? Onde me desviei? Porque às vezes nos afastamos do caminho de Deus. Onde me perdi?

O Voltar a mim é uma volta pessoal a Deus. Joel depois de ouvir o apelo do Senhor, convida não apenas o povo de Jerusalém e Judá, mas hoje também nos convida nessa quaresma a voltar para Deus, de todo coração, com profunda sinceridade. Eu preciso voltar para o Senhor, mas esse voltar tem que ser com o coração, e também deve ser com jejum e oração, pois o jejum é instrumento de mudança, não em Deus, mas em nós. Leva-nos ao quebrantamento, ao sacrifício e a ter mais gosto pelo pão do céu do que pelo pão da terra. Isto não significa que Deus nos quer tristes, pelo contrário, Ele quer nos dar a verdadeira alegria. Dar-nos a graça das lágrimas para chorar os nossos pecados, pois quer nos perdoar nesta quaresma.

Voltar ao Senhor não pode ser algo superficial, ao contrário; é uma volta pra Deus de verdade. Joel nos fala de um tempo de arrependimento. Aproximai-vos do Senhor e façam a experiência profunda de amar e se deixar amar por esse Deus que é pai. Aproximar-se de coração é aproximar-se com tudo aquilo que somos e com o que temos, com aquilo que se vive, com a mais profunda honestidade.

Em II Crônicas, 7, 14, o Senhor nos diz: “Se meu povo sobre o qual foi invocado o meu nome, se humilhar, se procurar minha face para orar, se renunciar ao seu mau procedimento, escutarei do alto dos céus e os sanarei”, pois o Senhor Deus é generoso e misericordioso e não desviará os olhos de nós, se nos voltarmos verdadeiramente para Ele.

Que vivamos nossa quaresma guiados por essa palavra que nos enche de esperança e nos levará a viver uma verdadeira Páscoa.

 

Por: Marleide Barros Fernandes, fvc

Open chat
Olá, irmã(o). Em que posso lhe ajudar?