Nosso Brasão

Descrição Heráldica

Escudo de blau partido de goles, filetado de jalde. Em chefe, um sol de ouro com prata, com a inscrição PX ao centro. No flanco destro, a letra grega “Α” e no seu oposto, “Ω”, ambos de argente. Na ponta, uma flor de lis de argente. Abaixo, o listel de jalde forrado argente, a inscrição “Vivit Vero In Me Christus”, tudo em capitais de goles. Todo o conjunto assenta-se numa espata de argente empunhada de marrom e jalde.

Descrição Simbológica

Este conjunto de armas deseja expressar a espiritualidade da Comunidade de São Pio X, Associação Privada de Fiéis – Fraternidade Viver em Cristo, fundada em 1991 na Diocese de Campina Grande/PB. O escudo dividido em dois campos, nas cores azul e vermelho, referem-se ao Sangue e a água que jorraram do lado aberto de Jesus crucificado (cf. Jo 19, 34), culminando com o início e crescimento da ação evangelizadora da Igreja. O campo azul remete-se à água, sobre a qual, na origem do mundo, o Espírito de Deus pairava (Gn 1, 2), dando a esta à força de purificar, regenerar, santificar e converter, que são os frutos do Sacramento do Batismo – sem o qual ninguém pode entrar no Reino de Deus (cf. Jo 3, 5). O campo vermelho recorda o sangue da Nova e Eterna Aliança constituída por Cristo (cf. Mt 26, 28), ao sangue derramado pelos mártires, como supremo testemunho em defesa da fé (cf. CIC 2474), e por fim, simboliza a unção do Espírito Santo, figurada nas línguas de fogo em Pentecostes (cf. At 2, 3). A hóstia e o sol indicam o alimento e sustento do cristão, a Eucaristia, o Pão do Céu (cf. Jo 6, 35), fonte de espiritualidade da Comunidade de São Pio X que faz permanecer os homens intrinsecamente ligados e alimentados por Cristo. O Sol destaca o Senhor, Deus da justiça, porque brilha para todos, iluminando principalmente os que estão nas trevas e dirigindo-os para o caminho da Paz (cf. Lc 1, 78-79). As letras gregas “Α” e “Ω” aludem ao Cristo do Apocalipse que diz: “Eu Sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Derradeiro, o Princípio e o Fim” (Ap 22, 13). A flor de lis evoca o culto à Virgem Maria, sobre o título de Nossa Senhora do Rosário, exemplo de discípula e modelo de fidelidade, gravado em prata devido à sua pureza, benevolência e castidade. A espada, símbolo de luta e batalha, destaca a Palavra de Deus, a Espada do Espírito (cf. Ef 6, 17), e recordando a Cruz, sinal da marca de Cristo e pertença à Graça Redentora, expressão máxima da revelação do Amor. Ela também faz memória a São Miguel Arcanjo, a quem pode-se recorrer como poderosíssimo auxílio nas batalhas da vida. No listel, encontra-se a expressão em latim “Vivit Vero in me Christo” que significa “Viver em Cristo”, cujo fundamento bíblico destaca a vocação da comunidade: “é Cristo que vive em mim” (cf. Gl 2, 20b). Por ela, cada membro exerce individual e comunitariamente a busca pela santidade de vida, prosseguindo decididamente até́à Jerusalém Celeste.

Deo Optimo Maximo, DOM Heráldica. Ex operibus Diego Santos Rêgo, ex Jacobina-BA, die XIII Augustii MMXX.

Open chat
Olá, irmã(o). Em que posso lhe ajudar?