Minha missão é vocação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Durante o mês de agosto, a Igreja nos convida a meditar sobre a vocação. Essa palavra, cuja origem é latina, vem de vocare, que significa, chamado. É o próprio Senhor quem nos chama à santidade, através de um carisma próprio, em um estado de vida específico.

O Catecismo da Igreja Católica diz em seu parágrafo 1533, que a vocação à santidade e a missão de evangelizar o mundo, são comuns a todos os discípulos de Cristo. Portanto, somos todos chamados a ser santos e a evangelizar, seja no trabalho, na família, na universidade, em todas as idades e em todos os estados de vida.

Neste sentido, é o Catecismo nos ensina no parágrafo 1547, que no batismo recebemos o sacerdócio comum, o qual se realiza no desenvolvimento da vida de fé, esperança e caridade, buscando uma vida segundo o Espírito. Apesar de se diferenciar do sacerdócio ministerial (recebido pelos padres), todos os fiéis receberam a força e os dons necessários para enfrentar os obstáculos deste mundo, e anunciar a Verdade a todos.

Mas, lembre-se! Não é missionário apenas aquele que exerce o ministério de pregação ou de música, mas todos que buscam anunciar Jesus com sua vida, que foram batizados e que procuram estar em comunhão com Deus em tudo. A missão vai muito além de um momento específico, ela é na verdade, toda uma vida dedicada a Deus através do chamado que Ele nos fez.

E o primeiro campo de missão que temos é a nossa família. Talvez esse seja o lugar mais difícil e mais necessário no mundo em que vivemos. Os repetidos ataques contra a família, exigem de nós uma postura cada vez maior de entrega na oração, na vigilância e na caridade. Se queremos um mundo mais evangelizado, precisamos de famílias mais santas, e é esse o sacrifício que o Senhor pede de nós, um sacrifício de louvor (Hb 13, 15), ou seja, a oração que reconhece quem o Senhor é, e que só Ele tem o domínio sobre tudo e todos.

O que te falta para que você abandone-se nos braços de Deus e nas missões que Ele deseja te enviar? Apenas Ele satisfaz nossos corações, e a vocação é o caminho pelo qual Ele realizará o plano de santidade para nós.

Portanto, joelho no chão e mangas arregaçadas, é hora de sacrifício pelo Reino dos céus!

Open chat
Olá, irmã(o). Em que posso lhe ajudar?