Homilia de Dom Dulcênio nos 30 anos da Comunidade de São Pio X

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Homilia proferida por Sua Excelência Dom Dulcênio Fontes de Matos, Bispo da Diocese de Campina Grande, por ocasião da celebração dos trinta anos de fundação da Comunidade de São Pio X em 07 de outubro de 2021.

Homilia

“Irmãos e irmãs.

Com alegria nós damos graças a Deus pelos trinta anos da Comunidade São Pio X, providencialmente comemorado no dia em que a Igreja celebra a memória de Nossa Senhora do Rosário.

Maria, a primeira e grande discípula, está entre os discípulos do Senhor. Ali, após a Ascenção de Jesus, ela compartilha com eles a novidade do tempo em que não havia a presença física do filho. Ela, que em toda sua vida foi constante no Sim dado a Deus, agora permanece entre aqueles que tem uma nova longa missão: levar os ensinamentos do Mestre ao mundo inteiro. Para eles, é força e coragem, é exemplo e modelo a ser seguido por nós.

Irmãos e irmãs, dentro desse clima de alegria, de comemoração pelos trinta anos de caminhada e missão da Comunidade Pio X, meditarei a alegria de Nossa Senhora que se apresenta como serva, como aquela que está à disposição para colaborar no mistério da redenção da humanidade e se declara escrava do Senhor. Quando ela vai visitar sua prima Santa Isabel, acontece a beleza e alegria do ‘Magnificat’, onde ela exulta, enaltece, engrandece o Senhor, porque olhou para a pequenez de sua serva e nela gerou grandes maravilhas.

No Evangelho proclamado, as riquezas de cada palavra são como pingos de ouro para a nossa vida cristã: O Senhor que vem até uma jovem, dialoga com ela, escuta suas dúvidas e o aconselha com mansidão. Maria é convidada a ‘alegrar-se’, a ‘não ter medo’; a saber que ‘encontrou graça’ diante de Deus; a entender que ‘conceberá e dará à luz um filho…’

Mas, voltando a falar sobre a alegria, exemplifico a alegria de João Batista, ainda no útero de Santa Isabel e que exulta de alegria por se encontrar com o Salvador. Essa alegria de precussor também nos atinge, nos faz alegres pelas bênçãos recebidas do senhor ao longo dos anos à esta comunidade de São Pio X.

Meus irmãos, a maior alegria, do que alegria da redenção, do Natal, do nascimento do Senhor: Anjos cantam em coro, sábios vem do oriente e se ajoelham, se prostram por terra, adoram e oferecem os seus presentes ao Senhor, e nós recebemos, através da Encarnação de Jesus, a capacidade, o dom, a dádiva de nos tornarmos filhos de Deus. Além da alegria dos pastores e dos sábios, esta alegria de ver, de repente, Deus presente em face humana, Deus com cara de gente, como disse alguém. É uma das melhores definições de Jesus. Depois que Jesus se apresenta no Templo, ‘Pai eis que venho para fazer tua vontade, o que queres que eu faça?’

Penso, que tudo começou com essa mesma pergunta de Jesus ao Pai por parte dos primeiros membros da Comunidade São Pio X, e ao longo desses trinta anos a resposta acontece: Estamos para ‘fazer a tua vontade’.

Caríssimos, falemos desta comunidade que carrega como Patrono, o Papa São Pio X, grande homem da igreja e do tempo moderno. O lema do seu pontificado era “Restaurar todas as coisas em Cristo”, São Pio X foi um grande adorador da Sagrada Comunhão e um grande defensor da verdade e da doutrina católica.

Essas são características desta comunidade que se encontra em nossa diocese. Aos de mais idade que viram a gênesis desse projeto, e aos que estão chegando agora e conhecendo a Pio X, continuem sendo este sinal profético para os nossos dias e para tantas famílias.

Vejamos: meu antecessor Dom Manuel Pereira, pediu ao Senhor Antônio Lucena, destemido e precursor deste projeto, que começasse um trabalho na capela de São Pio X, isso na década de 70. O trabalho foi iniciado e frutificou.

Com o alvorecer dos novos movimentos eclesiais, tal como a Renovação Carismática, o grupo da Pio X foi ganhando adeptos e a obra ia crescendo na famosa igreja do ‘besouro’.

Atestamos com exatidão, o dia 07 de outubro de 1991, dia dedicado a Santíssima Virgem Maria, a Senhora do Rosário, a fundação da Comunidade de São Pio X.

Com o passar dos tempos, a vocação à Santidade de seus membros foi respondida com mais propriedade quando vivido o lema ‘Viver em Cristo’ – verdadeiro dom, uma vocação para a Igreja.

Viver em Cristo, talvez, seja o mais belo chamado as famílias que vocês têm proporcionado desde 1996 com o Crescer, o encontro de carnaval, quantas pessoas alcançadas! Quantas sementes lançadas!

Hoje, reconhecemos e valorizamos o serviço pastoral desta comunidade, queremos contar mais e mais com a dedicação de seus membros junto à Igreja diocesana, ao seu bispo, em consonância ao Pároco da Catedral; e neste caminho de sinodalidade, motivados pelo Cristo que nos une, sejam solícitos as necessidades da Igreja particular em incondicional obediência ao Bispo Diocesano!

Sigamos firmes como arautos no apostolado do serviço, na fidelidade doutrinária e no testemunho de Cristo Jesus. Nossa gratidão ao Senhor Antônio Lucena (in memoria), pela coragem; nossa gratidão aos que tocam a obra neste curso presente e nossas preces para que continuem frutificando.

Parabéns pelos 30 anos! Que Nossa Senhora da Conceição rogue por todos nós!”

 

Você confere o áudio da homilia completo clicando aqui. A transmissão em vídeo da Santa Missa está disponível em nosso canal do YouTube, e você pode assistir clicando aqui.

 

Fotos: Leonardo Silva

Redação do NAMIS

Anterior
Próximo
Open chat
Olá, irmã(o). Em que posso lhe ajudar?