Comunidade de São Pio X celebra mais uma edição da festa de seu padroeiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

 

Hoje, 18, teve início o Tríduo de São Pio X, no qual o Pe. José Vanildo(Vigário Episcopal para a Vida Religiosa e Novas Comunidades) celebrou a Santa Missa com orações por cura e libertação. Quem recorre ao Senhor não ficará decepcionado, não ficará frustrado. Por isso estamos aqui, irmãos e irmãs, na presença do Senhor, que vai nos fortalecer para seguirmos adiante com a nossa missão, que é na verdade a missão d’Ele. Nós somos apenas servos inúteis. Devemos agir imitando Jesus a cada dia em nossa vida, em palavras e ações, fazendo o que Jesus fez”, disse o sacerdote durante sua homilia.

A missa contou com a participação de dezenas de fiéis, que com os olhares atentos para Jesus, buscavam cura e libertação para sua família. Ao final da Santa Missa, houve a exposição e bênção do Santíssimo Sacramento, momento este de grande emoção para os presentes. Em frente a igreja, os fiéis puderam desfrutar de barracas de lanche ou também, adquirir lindos terços.

Amanhã, segundo dia do Tríduo, na solenidade de Assunção de Nossa Senhora (bênção das mães), o celebrante será Pe. Márcio Henrique (Pároco da igreja Nossa Senhora do Rosário-CG)

Já na segunda-feira, a solene celebração Eucarística com a Crisma de adultos terá como celebrante o Bispo Diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes. 

A festa maior será realizada npróxima terça, 21, quando será comemorado o dia de São Pio X, com a presença do Vigário Geral da Diocese de Campina Grande Pe. Luciano Guedes. Na ocasião, também haverá a posse do Moderador Geral e do Conselho Moderador da Comunidade de São Pio X. Convide sua família e amigos e participe!

Sobre São Pio X– José Sarto nasceu em 1835, em Treviso, no norte da Itália e, desde criança, manifestou seu desejo em ser padre. Foi eleito papa em 1903 e escolheu para si o nome de Pio X. No Vaticano, José Sarto viveu uma vida de simplicidade, modéstia e pobreza, tendo como lema “restaurar todas as coisas em Cristo”. Como Papa, realizou importantes reformas na liturgia, favoreceu a comunhão diária e a comunhão das crianças por esse motivo era conhecido como o “Papa da Eucaristia”. Faleceu em 20 de agosto de 1914, aos 79 anos, sendo canonizado em 1954.

 

Open chat
Olá, irmã(o). Em que posso lhe ajudar?