A Mãe do Verbo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Os mistérios contidos na Casa Santa que o Senhor escolheu para vir a esta terra são insondáveis a inteligência humana. De fato, a Virgem Santíssima foi cumulada de tamanhas graças que, no dia de hoje, celebramos, com alegria, a festa de sua natividade. Bem mais do que um sinal, a Mãe do Verbo é uma prova concreta do amor de Deus por nós, pois este mesmo caminho santo a qual Ele veio a terra, é o mesmo que nos indica para ir até a Ele.

Se “uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos”(Mt 7,16), como então a árvore pela qual o Bendito Fruto veio a humanidade pode ser má? Deixar de acreditar na santidade de Maria é desacreditar também na santidade de Jesus. Ao contrário, será que o Cristo Santo poderia vir ao mundo por uma “árvore” corrompida pelo pecado?

Exaltar e celebrar o nascimento de Maria é também exaltar e celebrar o próprio Cristo, pois a concepção e o nascimento da Virgem Santíssima é o começo da concretização do plano de redenção da humanidade. Em razão disso, sem medo, devemos nos alegrar neste dia, pois a esperança surge em meio a escuridão. A redenção se aproxima, o Salvador está vindo – e tudo isso quem nos trás a certeza é a Bem-Aventurada Virgem Maria.

Por isso que, em todos os momentos da nossa vida em que nos encontrarmos perdidos nos caminhos da vida, voltemos o nosso olhar para Maria. É nEla que encontramos a Esperança, a Força, pois foi o próprio Rei dos reis que escolheu esse trono santo para estabelecer o seu reino sobre a terra!

Por: Lucas Patrício, fvc 

Open chat
Olá, irmã(o). Em que posso lhe ajudar?